Newsletter

Subscreva a nossa Newsletter e receba as novidades da AJBB NETWORK

Enviar Registo

Notícias

SEMINÁRIO INTERNACIONAL - A IMPRENSA DE LÍNGUA PORTUGUESA NO MUNDO

2013-03-20

Responsáveis alertam que a
Imprensa portuguesa no mundo sofre com falta de apoios.

A falta de apoios dos órgãos governamentais e institucionais portugueses no estrangeiro, o desconhecimento das empresas exportadoras nacionais para uma promoção mais sustentada das suas marcas e produtos e o reduzido número de elementos da redação são as principais dificuldades apontadas pelos jornais das comunidades portuguesas no estrangeiro,cujos representantes estiveram reunidos nos últimos dois dias no seminário internacional “A Imprensa de Língua Portuguesa no Mundo”. Aparte as dificuldades, os jornalistas portugueses concordam num ponto: a Língua Portuguesa é um elemento de grande potencial no mercado mundial.

“A imprensa em Língua Portuguesa reveste-se de uma grande relevância para as comunidades portuguesas além-fronteiras, assumindo um importante papel na promoção da cultura, da Língua e da economia portuguesas no estrangeiro, através, por exemplo, da promoção de produtos de origem portuguesa ou reforçando a visibilidade das ofertas turísticas de Portugal”, frisou João Palmeiro, presidente da Associação Portuguesa de Imprensa.

Por isso mesmo, José Cesário, Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, comprometeu-se a “reunir os meios para a criação de uma plataforma comum a todos estes órgãos de comunicação”. O objetivo principal é “criar e manter uma rede de contactos entre todos estes profissionais que tanto contribuem para o património da Língua Portuguesa e para a divulgação de Portugal no mundo”.

Carlos Magno, Presidente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) também esteve presente no evento e sublinhou que “apesar da ERC não regular o trabalho dos órgãos de comunicação social fora de Portugal, há algumas questões que devem ser revistas como, por exemplo, o facto de o trabalho como jornalista no estrangeiro não contar para requerer a carteira profissional em Portugal”.
O semina?rio “A Imprensa de Língua Portuguesa no Mundo”, organizado pelo CEPESE – Centro de Estudos da População, Economia e Sociedade (Universidade do Porto) e pela ERC – Entidade Reguladora para a Comunicação Social, teve a colaboração da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas e da empresa AJBB Network (especializada nas relações com as principais publicações lusófonas das comunidades), reuniu dezenas de representantes dos principais órgãos de comunicação social de todo o mundo. Como convidado especial esteve também presente José Redondo, administrador da empresa J. Carranca Redondo, da Lousã, que “sempre reconheceu a importância e o contributo da imprensa portuguesa das comunidades para a internacionalização do Licor Beirão que, neste momento, já está em mais de 80 países”.
João de Noronha, diretor-geral do As Notícias (Reino Unido); Sérgio Ferreira Soares, do Correio de Caracas (Venezuela), Carlos Pereira, diretor das edições do LusoJornal (França e Bélgica), José Arantes, diretor da RTP África e RTP Internacional; José Rocha Dinis, diretor do Jornal Tribuna de Macau (Macau), Adelino Sá diretor do jornal Gazeta Lusófona (Suíça), ou Francisco Resendes, diretor do Portuguese Times (EUA), foram alguns dos jornalistas que analisaram, debateram e divulgaram, durante estes dias, a imprensa de língua portuguesa no mundo.